CARO (A) LEITOR (A),

O blog relata sobre as lendas do rio São Francisco, o calendário cultural da cidade, os pontos turísticos, a fauna e a flora, o artesanato, o museu, o carnaval, a Fenagri, os Penitentes, as pessoas famosas que nasceram em Juazeiro/BA, João Gilberto, Daniel Alves, Ivete Sangalo, etc. Há dados da população juazeirense "fonte: IBGE" e muito mais...

Aproveito a oportunidade para agradecer a você por visitar nosso blog, espero que goste do conteúdo que disponibilizamos para você. Peço por gentileza, se você tiver alguma sugestão ou conteúdo que possa somar e enriquecer ainda mais esse blog. Ficarei muito grato em receber. Você pode me enviar neste email: blog.juazeiro.bahia@gmail.com 

Um forte abraço a todos e fiquem com Deus".

DADOS MAIS RECENTES DO IBGE Referente a cidade de Juazeiro/BA


Fonte: IBGE.

                                    

População

  • População estimada [2018] : 215.183 pessoas;
  • População no último censo [2010]: 197.965 pessoas;
  • Densidade demográfica [2010]: 30,45 hab/km²





Trabalho e Rendimento

Em 2016, o salário médio mensal era de 2.0 salários mínimos. A proporção de pessoas ocupadas em relação à população total era de 16.7%. Na comparação com os outros municípios do estado, ocupava as posições 59 de 417 e 26 de 417, respectivamente. Já na comparação com cidades do país todo, ficava na posição 1807 de 5570 e 1713 de 5570, respectivamente. Considerando domicílios com rendimentos mensais de até meio salário mínimo por pessoa, tinha 41.7% da população nessas condições, o que o colocava na posição 392 de 417 dentre as cidades do estado e na posição 2510 de 5570 dentre as cidades do Brasil. 
  • Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2016]: 2,0 salários mínimos;
  • Pessoal ocupado [2016]: 36.745 pessoas;
  • População ocupada [2016]: 16,7 %;
  • Percentual da população com rendimento nominal mensal per capita de até 1/2 salário mínimo [2010]: 41,7 %.





Educação

Em 2015, os alunos dos anos inicias da rede pública da cidade tiveram nota média de 4.9 no IDEB. Para os alunos dos anos finais, essa nota foi de 3.7. Na comparação com cidades do mesmo estado, a nota dos alunos dos anos iniciais colocava esta cidade na posição 56 de 417. Considerando a nota dos alunos dos anos finais, a posição passava a 85 de 417. A taxa de escolarização (para pessoas de 6 a 14 anos) foi de 96.7 em 2010. Isso posicionava o município na posição 284 de 417 dentre as cidades do estado e na posição 3987 de 5570 dentre as cidades do Brasil. 
  • Taxa de escolarização de 6 a 14 anos de idade [2010]: 96,7 %;
  • IDEB – Anos iniciais do ensino fundamental [2015]: 4,9;
  • IDEB – Anos finais do ensino fundamental [2015]: 3,7;
  • Matrículas no ensino fundamental [2017]: 35.206 matrículas;
  • Matrículas no ensino médio [2017]: 11.661 matrículas;
  • Docentes no ensino fundamental [2015]: 1.724 docentes;
  • Docentes no ensino médio [2017]: 805 docentes;
  • Número de estabelecimentos de ensino fundamental [2017]: 139 escolas;
  • Número de estabelecimentos de ensino médio [2017]: 32 escolas.







Economia


  • PIB per capita [2016]:  R$ 15.599,23;
  • Percentual das receitas oriundas de fontes externas [2015]: 76,8 %;
  • Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) [2010]: 0,677;
  • Total de receitas realizadas [2017]: 526.562,32 R$ (×1000);
  • Total de despesas empenhadas [2017]: 509.953,68 R$ (×1000).






Saúde

A taxa de mortalidade infantil média na cidade é de 17.72 para 1.000 nascidos vivos. As internações devido a diarreias são de 0.7 para cada 1.000 habitantes. Comparado com todos os municípios do estado, fica nas posições 175 de 417 e 274 de 417, respectivamente. Quando comparado a cidades do Brasil todo, essas posições são de 1536 de 5570 e 2889 de 5570, respectivamente. 
  • Mortalidade Infantil [2014]: 17,72 óbitos por mil nascidos vivos;
  • Internações por diarreia [2016]: 0,7 internações por mil habitantes;
  • Estabelecimentos de Saúde SUS [2009]: 70 estabelecimentos.



Território e Ambiente

Apresenta 64.2% de domicílios com esgotamento sanitário adequado, 73.6% de domicílios urbanos em vias públicas com arborização e 10.4% de domicílios urbanos em vias públicas com urbanização adequada (presença de bueiro, calçada, pavimentação e meio-fio). Quando comparado com os outros municípios do estado, fica na posição 51 de 417, 162 de 417 e 131 de 417, respectivamente. Já quando comparado a outras cidades do Brasil, sua posição é 1643 de 5570, 2870 de 5570 e 2755 de 5570, respectivamente.
  • Área da unidade territorial [2018]: 6.721,237 km²;
  • Esgotamento sanitário adequado [2010]: 64,2 %;
  • Arborização de vias públicas [2010]: 73,6 %;
  • Urbanização de vias públicas [2010]: 10,4 %.




História da cidade de Juazeiro da Bahia 

Contada desde o princípio. O blog comenta um pouco sobre as lendas do rio São Francisco, fala do Calendário Cultural do município, os Pontos Turísticos, a importância da Cultura, as Manifestações Culturais, os Penitentes, os Congos, as pessoas famosos que nasceram na cidade, descreve um pouco da fauna e a flora da região, o Vaporzinho, as ilhas do Velho Chico, o Artesanato, o Museu, o Carnaval, a Fenagri, a Câmara de Vereadores, o Mercado do Produtor, telefones úteis, alguns vídeos sobre a cidade e um mural onde cada visitante possa se expressar... Venha conhecer essa cidade arretada de boa... A todos um forte abraço e fiquem com Deus.

Nossa Cidade




O Município de Juazeiro situado às margens do Rio São Francisco com uma população estimada em mais de 214.000 habitantes a uma distancia de 500 km de Salvador-Ba tem como principal fonte de economia agricultura irrigada.O Município se dispõe de fácil acesso por hidrovias, ferrovias, rodovias e aeroporto internacional no vizinho Município de Petrolina.Apesar da riqueza provocada pela agricultura local, no município existem bairros e comunidades extremamente pobres que necessitam de atrativos culturais e lazer.


O Vale do São Francisco vive importante fase de desenvolvimento, decorrente da utilização racional dos seus recursos hídricos. Os empreendimentos hidroelétricos, entre outros fatores, possibilitam tornar a agricultura irrigada o elemento impulsionador deste ciclo de prosperidade, porém, a produção de frutas e hortaliças nas áreas irrigadas do Vale do São Francisco, passíveis de serem exportadas, ainda não assumem proporções compatíveis com a estrutura e as dimensões da oferta brasileira. Buscando incentivar ações que intensifiquem o desenvolvimento da Agricultura Irrigada no Vale do São Francisco e conseqüentemente na região Nordeste e Brasil, através do fortalecimento do agronegócio, e valorização da cultura local.


Histórico de Juazeiro

Conta-se que, em determinado ponto da margem direita do rio São Francisco, existia uma árvore frondosa e de muita sombra – um pé de juá. Os boiadeiros a transformaram em ponto de descanso, chamando o lugar de Passagem do Juazeiro. Aí se cruzaram os acessos fluvial e terrestre, caminho natural de bandeirantes, servindo de ligação entre Sul, Nordeste e Norte do país. Juazeiro foi criado em 1833, sendo que desde 1596 seu território já era percorrido pelo bandeirante Belchior Dias Moreira. 

Em 1706, chegada a Missão São Franciscana para catequizar os índios da região. Eles construíram um convento e capela com uma imagem da Virgem que de acordo com a lenda local, teria sido encontrada por um índio em uma gruta. Juazeiro foi elevada a categoria de Vila e posteriormente comarca, tornando-se cidade em 15 de julho de 1878 pela Lei nº 1.814.


Aspecto geográfico

Área do Município - 6.389,1 km ²
População total (IBGE-2004) - 198.065 hab
Precipitação média anual - 399 mm
Temperatura média anual - 24.2°C
Pluviosidade média anual - 0427mm
Período chuvoso - Novembro a março
Tipo climático - Árido e semi-árido
Solo -Eutrófico
Vegetação - Caatinga
Relevo - Pediplano sertanejo,várzea e aluviais
Principais rios - São Francisco, Curaçá, Malhada da Areia, Salitre



Distritos do Município - Distância da Sede


Abóbora -100 Km - 2.254 hab
Carnaíba - 20 Km - 3.386 hab
Itamotinga - 72 Km - 20.995 hab
Junco - 20 Km - 7.253 hab
Juremal - 45 Km - 1.751 hab
Massaroca - 65 Km - 2.677 hab
Pinhões - 72 Km - 2.274 hab



Localização

Juazeiro está localizada à margem direita do Rio São Francisco, no extremo norte da Bahia, na zona do médio e baixo São Francisco. Divisa com o Estado de Pernambuco, Juazeiro está ligada a Petrolina pela Ponte Presidente Dutra e distante 500 km de Salvador, sua capital.


Município de Juazeiro da Bahia

15 de julho de 1806
Área: 6.389.623km2
População: 260.004 habitantes (IBGE 2009).
Densidade: 32,5 hab/km2
Altitude: 368m
Clima: Semi-árido
Fuso Horário: UTC-3
IDH: 0,683 médio PNVD/2000
PIB: r$ 1.552.885 mil (IBGE 2005).


Como Chegar

O acesso a Juazeiro pode ser feito por via terrestre, utilizando as rodovias BR- 407, BR- 235 e BA 210, por via aérea através do Aeroporto Internacional Nilo Coelho de Petrolina.



Histórico - Juazeiro da Bahia.


No ano de 1596, o território era percorrido pelo bandeirante Belchior Dias Moréa, encontrando, sob as frondosas árvores do Juazeiro, os mascates e tropeiros que descansavam e ouviam as histórias dos índios Tamoqueus, Guaisquais, Galache e outras tribos da nação Cariri, primeiros habitantes dessas paragens.


A pequena aglomeração iniciada como ″Passagem do Juazeiro″, povoava-se de casas de taipa e taperas, tendo suas terras incluídas nos domínios da Casa da Torre dos Garcias D′Ávilas, propiciando as condições de nascimento do primeiro povoado que nos deu origem, ainda no século XX.


Empenhados na catequese, chegaram, em 1706, os franciscanos, aldeando os índios Tamoquins, instalando assim a Missão Franciscana. Nessa consolidação, foi edificada uma capela e o convento onde hoje se situa a Rua 15 de novembro, no centro da cidade.


Um índio vaqueiro à procura de tres malhada encontra nas grotas do rio (imediações da vila Amália) uma imagem de Nossa Senhora, talhada em madeira e a conduz à presença dos capuchinhos franciscanos. Colocada em nicho na primeira igreja construída em 1710, local da atual Catedral de Nossa Senhora das Grotas, padroeira de Juazeiro (BA), o fato foi logo aceito como um milagre e motivo para as crentes romarias.


A missão de Juazeiro foi elevada à categoria de julgado, sob a jurisdição da Comarca de Jacobina no ano de 1766, quando já contava com 156 casas. Em 09 de maio de 1833, o povoado passou à vila, desmembrando-se do município de Sento Sé. Sua primeira Câmara Municipal foi instalada a 11 de junho de 1834, e, apesar das dificuldades, procuraram realizar um trabalho organizado, deixando um honroso legado político com o 1º presidente da Câmara, Francisco de Paula Pita.


Durante 45 anos, Juazeiro viveu sua existência de vila com escola primária, agências de correios, coletoria; assistiu à descida do Vapor Saldanha Marinho (1871), pelas águas do São Francisco, e vibrou com a promulgação da lei que autorizava a construção da Estrada de Ferro do São Francisco.


Em 15 de julho de 1878, a vila de Juazeiro, foi elevada à categoria de cidade por força de lei nº 1814, e daí por diante o presidente da Câmara, Sr. Francisco Martins Duarte, assumiu função executiva como o primeiro Prefeito de Juazeiro (BA).


Da passagem de tropeiros para a capital nacional da irrigação muita coisa mudou, mas o espírito hospitaleiro do seu povo continua o mesmo. Seu nome veio da árvore do Juazeiro, uma planta forte e medicinal que assim como o município resiste às intempéries.


Desde a ocupação do mediterrâneo baiano, Juazeiro destaca-se na liderança regional, sem perder qualquer conteúdo de sua tríplice identidade. A terra e o povo ao mesmo tempo baianos e são franciscanos, permanecem fiéis ao seu compromisso com a nordestinação.




Formação Administrativa


Distrito criado com a denominação de Juazeiro, pela lei provincial nº 114, de 26-03-1840.


Elevado à categoria de vila com a denominação de Juazeiro, entre os anos de 1766 e 1768 ou em 09-05-1833.


Pela lei provincial nº 470, de 25-04-1853, foram criados os distritos de Caraibinhas, Curaçá Pequeno e Salitre e anexados ao município de Juazeiro.
Elevado à condição de cidade com a denominação de Juazeiro, pela lei provincial nº 1814, de 15-07-1878.


Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, ao ano de 1911, o município é constituído de 4 distritos: Juazeiro, Caraibinha (ex-Caraibinha), Curaçá Pequeno e Salitre.


Pela lei municipal nº 67, de 31-08-1920, aprovada pela lei estadual nº 1717, de 31-07-1924 o distrito de Curaçá Pequeno tomou o nome de Pedra Branca.


Pela lei municipal nº9, de 31-08-1920, aprovada pela lei estadual nº 1717, de 31-07-1924, é criado o distrito de Junco (ex-localidade de Arraial de Campo dos Cavalos) o distrito de Curaçá Pequeno tomou o nome de Pedra Branca.


Nos quadros de apuração do recenseamento geral de 1-IX-1920, o município aparece constituído de 6 distritos: Juazeiro, Caraibinha, Junco, Pedra Branca (ex-Curaçá Pequeno), Rancharia e Salitre.


Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 4 distritos: Juazeiro, Caraibinha, Junco e Pedra Branca.


Em divisões territoriais datadas de 3-1-XII-1936 e 31-XII-1937, o município aparece constituído de 5 distritos: Juazeiro, Caraibinha, Junco, Massaroca e Pedra Branca.


Pelo decreto estadual nº 11089, de 30-11-1938, o distrito de Caraibinhas tomou a denominação de Jurema.


No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 5 distritos: Juazeiro, Itamotinga, Junco, Jurema e Massaroca.


Pelo decreto-lei estadual nº 141, de 31-12-1943, retificado pelo decreto estadual nº 12978, de 01-06-1944, o distrito de Jurema tomou a denominação de Juremal.


Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1950.


Pela lei estadual nº 628, 30-12-1953, é criado o distrito de Carnaíba do Sertão (ex-povoado de Carnaiba) e anexado ao município de Juazeiro.


Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 6 distritos: Juazeiro, Carnaíba do Sertão, Itamotinga, Junco, Juremal (ex-Juremal) e Massaroca.


Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-I-1979.


Pela lei estadual nº 4038, de 14-05-1982, é criado o distrito de Abóbora (ex-povoado) e anexado ao município de Juazeiro.


Pela lei estadual nº 4046, de 14-05-1982, é criado o distrito de Pinhões (ex-povoado) e anexado ao município de Juazeiro.


Em divisão territorial datada de 1988, o município é constituído de 8 distritos: Juazeiro, Abóbora, Carnaíba do Sertão, Itamotinga, Junco, Juremal, Massaroca e Pinhões.


Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.



CENSO REALIZADO EM 2010 FONTE RETIRADA DO SITE DO IBGE / CIDADES / JUAZEIRO - BA



População estimada 2013
214.748
População 2010
197.965
Área da unidade territorial (km²)
6.500,520
Densidade demográfica (hab/km²)
30,45
Código do Município
2918407
Gentílico
Juazeirense
Bioma
Caatinga
Instalado em
01/01/1939


Informações Estatísticas


Censo Demográfico 2010



Participe !

Seguidores